Ruminadores

ruminadoresO percurso artístico de Miguel Cabral tem tudo que ver com este seu novo investimento. Baterista de formação, vem incidindo o seu trabalho na construção e no uso de instrumentos de sua própria invenção, regra geral reciclando mecanismos de aparelhos do quotidiano e utilizando de formas inventivas e inusuais os recursos básicos da electricidade. Elegendo os conteúdos de um ferro-velho ou da oficina de um técnico de electrónica como a sua matéria-prima, a arte sonora do antigo membro do grupo de “avant pop” Mola Dudle (também arquitecto e artista visual) tem-se distinguido no panorama da música criativa portuguesa. Desde a “latacantante”, um banjo eléctrico feito a partir de uma caixa de bolachas e munido apenas de duas cordas, com ligação a dois velhos Revox para trabalho de “looping”, a um painel em que simples interruptores accionam circuitos internos da mais variada índole ou a uma caixa percussiva com diversos objectos em sobre-amplificação, Cabral é um músico de muitos recursos e ideias. Sempre com um imperativo: o de que tudo o que faça tenha um carácter rudimentar e cru, consequência talvez dos seus inícios no punk.

Carlos Santos é um dos mais importantes nomes da música tocada com computadores no nosso país, sendo por cá talvez o maior especialista na captação e no tratamento de “field recordings” e “found sounds”. Revelado com o duo Vitriol, ao lado de Paulo Raposo, tem nos últimos anos desenvolvido a sua actividade nos domínios do reducionismo improvisado, com nomes como Ernesto Rodrigues, Michael Thieke, Oren Marshall, Mezan Kerbaj, Alfredo Costa Monteiro, Andrew Drury, Rhodri Davies e Stéphane Rives.

João Silva impôs-se já como um dos mais interessantes protagonistas da vídeo-arte nacional, desenvolvendo igualmente trabalho experimental na área da música, seja com electrónica ou com instrumentário tradicional como o harmonium e os sinos tibetanos.

Anúncios

2 respostas a Ruminadores

  1. augusto diz:

    gostei do que estou a ler. quando ouver uma apresentação em lisboa vou estar de certeza.obrigado pelo toque

  2. Ainhoa diz:

    Hi there, i was wondering if you have the file of the interview ready to be sent, we’d love to do the transcript and the translation so we can send it to you in order to make easier for you to add o delete anything you wish.
    Hope you had a nice journey back.
    Cheers!

    Ainhoa (from Mombaça magazine)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s